• Cintia Almeida

É fazendo a vontade de Deus que você encontrará o amor da sua vida!

O livro de Rute tem apenas 4 capítulos mas de uma profundidade imensa para nós mulheres.


Sendo pagã, Rute assumiu a fé do marido. É o retrato de uma mulher que confia nos desígnios de Deus, é firme mas, nem por isso, perdeu a doçura e feminilidade próprios de uma mulher de Deus.


Não se deixou abater diante da da viuvez precoce e da fome que se instalava na região em que vivia.

Decidiu acompanhar a sogra Noemi, também viúva, que voltava à cidade natal, com receio que esta perecesse. Mesmo diante da resistência de Naomi, que insistia que Rute deveria seguir para a casa dos pais para se casar novamente e garantir o próprio sustento:


"Não insistas comigo, respondeu Rute, para que eu te deixe e me vá longe de ti. Aonde fores, eu irei; aonde habitares, eu habitarei. O teu povo é meu povo, e o teu Deus, meu Deus." Rute 1,16

Chegando à cidade de Naomi, arregaçou as mangas e se submeteu a recolher sobras das colheitas para garantir o sustento de ambas.


Foi nesta condição que Boaz, dono da plantação, conheceu Rute e soube de sua conduta e cuidado com a sogra. Viu o coração de Rute e a escolheu por esposa.


Rute foi honrada por Deus pela sua fidelidade a Ele e pela reta intenção do seu coração. Recebeu mais do que pediu e podia imaginar receber. Não se prostrou diante da situação difícil mas confiou em Deus e se pôs a caminho, não ficou paralisada. Não se permitiu ficar numa condição de vitimismo.


Que a história de Rute nos ensine a confiar em Deus e esperar Nele de maneira ativa.






47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo